GOL Finance anuncia resgate das Senior Notes com vencimento em 2022

  •  
GOL Finance anuncia resgate das Senior Notes com vencimento em 2022 (Foto: Pexels) GOL Finance anuncia resgate das Senior Notes com vencimento em 2022

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes anunciou hoje que a GOL Finance iniciou um resgate opcional de seus Senior Notes com vencimento em 2022 e remuneradas a 8,875% ("2022 Notes").

As 2022 Notes serão resgatadas em 23 de março de 2020 (a "Data de Resgate") a um preço de resgate (o "Preço de Resgate") igual a 102,219% do valor principal das 2022 Notes, mais os juros vencidos e não pagos, se houver, até, mas excluindo, a Data de Resgate. As 2022 Notes detidas através do Depository Trust Company ("DTC") devem ser entregues para resgate de acordo com os procedimentos do DTC. A Companhia foi informada de que todas as 2022 Notes são detidas através da DTC.

Os juros sobre as 2022 Notes deixarão de ser acumulados na e após a Data de Resgate, sujeito a certas exceções, e o único direito remanescente dos titulares das 2022 Notes será o de receberem o pagamento do Preço de Resgate.

A GOL Finance está fazendo o resgate opcional dos 2002 Notes como parte da sua estratégia de estrutura de capital, que visa o casamento adequado dos vencimentos dos ativos e passivos de longo prazo, otimizar o custo de capital, melhorar fluxo de caixa e aumentar os lucros. Desde 2017, a Companhia resgatou ou amortizou R$3,7 bilhões de dívida, reduzindo o seu custo de capital, e reposicionou com sucesso seu crédito entre as principais companhias aéreas de baixo custo do mundo. Em 2019, a sua classificação de risco nas três principais agências de risco foi elevada para B/B+.

"Continuamos a fortalecer o equilíbrio da GOL através de nossa otimização disciplinada da estrutura de capital, com objetivo de melhorar ainda mais nossa classificação de risco este ano", disse Richard Lark, Diretor vice-presidente financeiro da Companhia. 

O resgate será financiado com os recursos provenientes dos desinvestimentos de ativos de longo-prazo em aeronaves realizados no início deste ano.

(Redação –Investimentos e Notícias)