Cristo Redentor é iluminado de rosa em campanha contra o câncer de mama

  •  
Cristo Redentor é iluminado de rosa em campanha contra o câncer de mama (Foto: Divulgação) Cristo Redentor é iluminado de rosa em campanha contra o câncer de mama

Dentro das ações do Outubro Rosa, mês de conscientização para o combate ao câncer de mama, o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, recebeu pacientes que enfrentam a doença para marcar a campanha e foi iluminado de rosa. Houve apresentação musical com a DJ Scarlet e a violinista Daiana Mazza e uma missa foi celebrada no local.

A presidente da Fundação Laço Rosa, uma das entidades promotoras do evento, Marcelle Medeiros, diz que a estimativa é que 57 mil novos casos devem ser diagnosticados no Brasil este ano. Segundo ela, a campanha Outubro Rosa, que tem ações no Brasil desde 2002, ajudou a tornar o assunto mais conhecido e discutido.

“Hoje a gente fala mais sobre esse assunto, mas ainda falta um longo caminho até a gente efetivamente ter outras políticas públicas de saúde. Ainda falta uma longa estrada. É uma questão da sociedade e do poder público, porque se a sociedade não se mobiliza, o poder público vai fazer e ofertar aquilo que está ali", disse.

Marcelle lembra que não existe prevenção contra o câncer de mama, mas a detecção precoce pode fazer a diferença entre a vida e a morte da paciente. A enfermeira Vania dos Santos Maia foi diagnosticada com a doença em 2010 ainda no início. Se submeteu à quimioterapia, mastectomia e radioterapia e teve metástase dois anos e meio depois do diagnóstico. Atualmente, faz tratamento para controle da doença. Para ela, é fundamental o apoio das instituições de combater ao câncer.

“Tudo isso que a gente vê no mês de outubro deveria se estender por todos os meses do ano, porque é fundamental para quem está passando por esse processo de tratamento, de controle contra o câncer, em busca da cura. Se não fosse esse apoio, seria muito mais complicado para a gente", conta Vania. 

Hoje ela não costuma usar peruca ou lenços, mas reconhece a importância dos acessórios para a autoestima das pacientes que perdem os cabelos por causa do tratamento de quimioterapia.

O reitor do Santuário Cristo Redentor, padre Omar Raposo, destaca que a primeira campanha que o Cristo Redentor aderiu foi a Outubro Rosa. “Ele, iluminado com essa cor maravilhosa, nos ajuda também a dar visibilidade a essa grande campanha de prevenção ao câncer de mama, esse é o nosso objetivo em iluminar o Cristo Redentor: rezar pelos enfermos e, ao mesmo tempo, pedir ainda mais ao poder público e que a conscientização social seja de fato uma realidade entre nós". 

O Cristo Redentor é iluminado de rosa dentro da campanha de combate ao câncer de mama desde 2008. Também dentro das ações do Outubro Rosa, o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Ilha do Fundão, zona norte do Rio, promove até quarta-feira ações de esclarecimento e orientações sobre a promoção da saúde da mulher na portaria principal da unidade de saúde. As informações são do Portal Brasil.

(Redação – Agência IN)