336.991 veículos novos foram vendidos em setembro

  •  
336.991 veículos novos foram vendidos em setembro (Foto: Pexels) 336.991 veículos novos foram vendidos em setembro

A FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgou, nesta quarta-feira, 2 de outubro, os resultados dos emplacamentos de veículos no mês de setembro e acumulado de 2019, bem como os fatores que estão influenciando o comportamento do mercado.Os dados, apresentados pela entidade, mostram que, de janeiro a setembro de 2019, foram emplacados 2.952.485 veículos, considerando automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros, o que representa alta de 11,4%, na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram emplacadas 2.650.230 unidades.

No mês de setembro, 336.991 veículos novos foram comercializados, o que representa 12,48% de crescimento sobre o volume registrado no mesmo período de 2018, quando foram vendidos 299.605 veículos. Entretanto, na comparação com as 347.084 unidades registradas em agosto deste ano, houve leve queda, de 2,91%.

Para o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Júnior, o mercado, ao final do terceiro trimestre, apresentou comportamento positivo, compatível com as expectativas da entidade. "O mercado continua estável, mas ainda em clima de espera, principalmente, por conta realização das Reformas necessárias, como notamos nos últimos meses. A leve retração, observada no mês de setembro, foi consequência de um dia útil a menos de vendas (21 dias em setembro, contra 22 dias úteis em agosto). Assim, ao consideramos o desempenho do mercado, em dias úteis, as vendas cresceram 1,9%”, comentou o Presidente.

Os segmentos de Automóveis e de Comerciais Leves, no acumulado dos nove primeiros meses, apresentaram crescimento de 8,75%, totalizando 1.935.013 unidades. Apenas em setembro, estes segmentos apontaram alta de 9,07%, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Contudo, na comparação com agosto, houve leve retração, de 3,24%.

Alarico Assumpção Júnior reforçou a participação das Vendas Diretas, de forma representativa, neste desempenho. "No acumulado de janeiro a setembro, as Vendas Diretas representaram fatia de 45,24% dos emplacamentos de Automóveis e Comerciais Leves, contra 42,13% no mesmo período de 2018. O varejo cresceu 2,9% nesse período, enquanto as Vendas Diretas avançaram 16,77%”, analisou o Presidente da entidade.

(Redação – Investimentos e Notícias)