Crédito ampliado totalizou R$9,7 tri em julho

Em julho, o crédito ampliado totalizou R$9,7 trilhões (137,6% do PIB), mantendo estabilidade na comparação mensal, segundo dados do Banco Central (BC). O saldo de títulos de dívida cresceu 1,1%, destacando-se os aumentos em títulos privados (variação de 3,9%, notadamente debêntures) e instrumentos securitizados (2,6%, sobressaindo os direitos creditórios na carteira de fundos). O saldo de empréstimos e financiamentos e a dívida externa registraram reduções de 0,1% e 2%, respectivamente, refletindo, no caso das captações externas, o efeito da apreciação cambial do período. Na comparação interanual, o crédito ampliado cresceu 8,4%, com expansões em seus três componentes (empréstimos e financiamentos: 5,3%; títulos de dívida: 11% e dívida externa: 9%). 

Cai otimismo dos empresários em relação a investimentos e crédito

Depois de um 1º trimestre mais otimista para os negócios, os empresários brasileiros começam a olhar o cenário econômico com um pouco mais de cautela e preveem perspectivas menos animadoras para os próximos meses de 2019. Foi o que constatou a Pesquisa Perspectiva Empresarial da Boa Vista, feita com pouco mais de mil empresários, em todo o país, ao longo do 2º trimestre.

Recuperação de crédito do consumidor cai 3,1% em junho

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista – registrou queda de 3,1% em junho contra maio, já descontados os efeitos sazonais. Na comparação com junho de 2018, houve diminuição de 6,6%, de forma que, no ano o indicador acumula queda de 7%.

BC divulga dados sobre cooperativas de crédito e consórcios

O Banco Central divulgou, nesta segunda-feira (15/7), o Panorama do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo e o Panorama do Sistema de Consórcios, que mostram crescimento em ambos segmentos. Esse crescimento é consistente com a Agenda BC# de apoio à concorrência no sistema financeiro por meio da sua segmentação e do estabelecimento de proporcionalidade na complexidade regulatória, que levam ao alívio no custo de observância para instituições menores.

Demanda do consumidor por crédito aumenta 8,9%

De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que buscou crédito cresceu 8,9% em abril/19 frente ao mesmo mês do ano passado. Na comparação com março deste ano, a alta da procura por crédito foi de 6,6%.

Recuperação de crédito sobe 2,6% em abril

O indicador de recuperação de crédito - obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista - registrou alta de 2,6% em abril contra março, já descontados os efeitos sazonais. Na comparação com o mesmo mês de 2018, porém, houve diminuição de 5,4%, de forma que, no ano, o indicador acumula queda de 6,2%.

 

Assinar este feed RSS