EBITDA da Celpe registra R$ 106 milhões no 2T20

  •  
EBITDA da Celpe registra R$ 106 milhões no 2T20 Foto: Divulgação

A Celpe anuncia hoje os resultados do segundo trimestre e do primeiro semestre de 2020. A empresa encerrou o 2T20 com Margem Bruta de R$ 334 milhões, redução de 17% em relação ao 2T19, impactada pelos efeitos do Covid-19 (impacto de mercado de -R$ 19 milhões) e pelo VNR (-R$ 25 milhões), por menor IPCA no 2T20 vs.2T19 (-1,14p.p.).

No semestre, a queda da Margem Bruta registrou R$ 767 milhões no 6M20 -foi de -5% vs. 6M19, também impactada pelos efeitos do Covid-19 (-R$ 19 milhões) e pelo VNR (-R$ 37 milhões vs. 6M19), arrefecida pela expansão na base de clientes e pelos efeitos dos Reajustes Tarifários Anuais de abril de 2019 e abril de 2020.

As Despesas Operacionais da Celpe no 2T20 foram de R$ 146 milhões (-16% vs. 2T19) e de R$ 328 milhões no 6M20 (-7% vs. 6M19). A companhia continua absorvendo tanto o crescimento da base de clientes (+1,5% vs. 6M19) quanto a inflação do período e segue seu plano de primarização de processos operacionais.

No 2T20, a PECLD totalizou R$ 82 milhões, aumento de R$ 58 milhões vs. 2T19, sendo R$ 48 milhões, por conta do Covid-19 (aumento do Contas a Receber vencido). No semestre, aPECLD foi de R$ 127 milhões, aumento de R$ 80 milhões vs. 6M19, dos quais R$ 59 milhões refletem os impactos Covid-19,e o perfil do contas a receber vencido com mais de 90 dias.

O EBITDA da Celpe no 2T20 foi de R$ 106 milhões, redução de R$ 97 milhões vs. 2T19, dos quais -R$ 67 milhões foram devido ao Covid-19 e -R$ 25 milhões pelo menor VNR. No 6M20, o EBITDA foi de R$ 312 milhões, redução de R$ 95 milhões vs. 6M19, dos quais -R$ 77 milhões foram devido ao Covid-19e -R$ 37 milhões pelo menor VNR.

A companhia registrou Lucro Líquido de -R$ 4 milhões no 2T20 (-109% vs. 2T19), impactado pelo Covid-19 e menor VNR. No semestre, a Celpe apresentou Lucro Líquido de R$ 35 milhões (-57% vs. 6M19), também impactado pelo Covid-19,menor VNRe pela postergação da declaração de JSCP, a ser capturado até o final do ano,a depender da evolução do Covid-19.

A empresa informou ainda, que a energia injetada foi de 3.968GWhno no 2T20, queda de 7,89% ante o 1T19 e de 8.542 GWh no semestre (-2,11% vs. 6M19). Os valores refletiram os efeitos do Covid-19 na atividade econômica.

(Redação - Investimentos e Notícias)