Nestlé anuncia crescimento orgânico de 4,7% no semestre

  •  
Nestlé anuncia crescimento orgânico de 4,7% no semestre (Foto: Divulgação) Nestlé anuncia crescimento orgânico de 4,7% no semestre

Nesta quinta-feira, 07, a Nestlé anunciou que no primeiro semestre de 2014, o Grupo entregou um crescimento orgânico de 4,7%, composto por 2,9% de crescimento real e 1,8% de política de preços. As vendas totais foram de CHF 43 bilhões. O Franco Suíço forte continuou a ter impacto substancialmente negativo (-8,8%) e, após os desinvestimentos, livres de aquisições (-0,7%), reportou que as vendas totais caíram 4,8%.

Já o lucro operacional do Grupo foi de CHF 6,4 bilhões. A margem de lucro operacional reportada foi de 15,0% (-10 pontos-base), +30 pontos-base nas moedas de valor constante. O custo dos bens vendidos aumentou 20 pontos-base, refletindo as pressões dos custos dos insumos, especialmente nos produtos lácteos.

Contudo, os custos totais administrativos e de marketing caíram 30 pontos-base, refletindo as eficiências. Ao mesmo tempo, continuamos a fortalecer o apoio às nossas marcas, aumentando as despesas de marketing com o consumidor nas moedas de valor constante.

O lucro líquido baixou para CHF 4,6 bilhões, os ganhos por ação foram reportados em CHF 1,45, ambos impactados pelo Franco Suíço forte. Os ganhos subjacentes por ação nas moedas de valor constante subiram 3,6%.

O fluxo de caixa operacional foi de CHF 4,3 bilhões. O capital de giro ainda é uma área de foco e continuamos a reduzi-lo como uma porcentagem das vendas.

"Entregamos um sólido crescimento orgânico com base ampla, impelidos por nosso crescimento real e política de preços em um ambiente comercial que ainda está muito volátil. Continuamos a impulsionar nosso ímpeto de crescimento com inovação, maior suporte às nossas marcas e foco em nossas eficiências. A criação da Nestlé Skin Health com base na Galderma expandiu nossa estratégia de Nutrição, Saúde e Bem-estar, reforçando nossas ambições estratégicas de longo prazo de melhorar a vida das pessoas por meio de inovações científicas. Planejamos recomprar CHF 8 bilhões em ações em um programa que começará este ano e continuará em 2015, proporcionando rendimentos mais competitivos aos nossos acionistas. O desempenho no primeiro trimestre permite-nos confirmar a previsão para o ano: crescimento orgânico em torno de 5% e melhoria nas margens, ganhos subjacentes por ação nas moedas de valor constante e eficiência de capital”, disse Paul Bulcke, CEO da Nestlé.

(Redação – Agência IN)