Produtores americanos de tabaco pedem ajuda da OMS

  •  
A OMS estima que em 2015 ocorrerão 6,4 milhões de mortes no mundo devido à doenças ligadas ao fumo Foto: Divulgação A OMS estima que em 2015 ocorrerão 6,4 milhões de mortes no mundo devido à doenças ligadas ao fumo

Produtores de tabaco da América reunidos na Argentina exortaram nesta segunda-feira a Organização Mundial de Saúde (OMS) para que cumpra seus compromissos de ajuda ao setor visando desenvolver a diversificação do produto.

 

 

"Exortamos a OMS a cumprir com as diretrizes aprovadas durante a última Conferência (COP6), em Moscou, onde foi solicitada a ajuda dos governos dos países produtores em busca da diversificação do setor", destacou a entidade dos produtores de tabaco no encontro na cidade de Oberá.

A reunião, promovida pela Associação Mundial de Produtores de Tabaco (ITGA, sigla em inglês), afirma em sua declaração que a COP6 "reconheceu a necessidade de incluir os produtores neste processo" de diversificação.

Do encontro participaram produtores de tabaco de Brasil, Argentina, Colômbia, Estados Unidos e República Dominicana.

A ITGA produz cerca de 4,5 milhões de toneladas de tabaco por ano, 85% do que é comercializado mundialmente.

O fumo mata 6 milhões de pessoas por ano, o álcool, 3,3 milhões, a falta de exercício físico, 3,2 milhões, e o excesso de sal na alimentação, 1,7 milhão, segundo estatísticas da OMS.

A OMS estima que em 2015 ocorrerão 6,4 milhões de mortes no mundo devido à doenças ligadas ao fumo.

(Redação com AFP - Agência IN)