Moro diz que cassação de Cunha não foi suficiente

O juiz federal Sérgio Moro disse hoje (19) que a perda do mandato do ex-deputado federal Eduardo Cunha não foi "suficiente para evitar novas obstruções" às investigações da Operação Lava Jato. A afirmação está na decisão na qual o juiz decretou a prisão de Cunha por tempo indeterminado. O ex-parlamentar foi preso hoje em Brasília e transferido para a carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Maia diz que agiu com imparcialidade na votação que cassou Cunha

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rebateu mais uma vez as acusações do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que teve o mandato cassado na última segunda-feira (12). Em rápida entrevista, Maia disse que procurou agir com imparcialidade e que a cassação de Cunha era uma decisão que “tinha que ser tomada”.

Câmara cassa mandato de Eduardo Cunha por 450 votos a favor

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira (12) por 450 a favor, 10 contra e 9 abstenções a cassação do mandato do deputado afastado Eduardo Cunha. A medida põe fim a um dos mais longos processos a tramitar no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, que se arrastava por 11 meses e interrompe o mandato de um dos políticos mais controvertidos dos últimos anos. Com o resultado, Cunha perde o mandato de deputado e fica inelegível por oito anos, mais o tempo que lhe resta da atual legislatura.

Defesa de Dilma pede anulação do impeachment no STF

O advogado da ex-presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment, José Eduardo Cardozo, deu entrada na manhã de hoje (1º) com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) no qual pede uma liminar para anular a sessão do Senado que aprovou o impedimento de Dilma. A defesa também pede que seja realizado um novo julgamento.

Parecer que pede cassação de Cunha será lido hoje na Câmara

Com a previsão de leitura em plenário hoje (8) do parecer que pede a cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), começa a contar o prazo de duas sessões da Câmara dos Deputados para que a votação seja realizada. O futuro do parlamentar dependerá da aprovação do texto por 257 parlamentares. Caso contrário, o processo, que já se arrasta por quase 10 meses, será arquivado.

Assinar este feed RSS